Saudades de um tempo em que eu não vivi


Hoje é dia 13 de Julho, Dia Mundial do Rock. Nós deveriamos estar comemorando a liberdade que o rock representa, a rebeldia que aflora em cada jovem ao escutar um solo de guitarra, mas eu realmente não vejo motivos pra se ter orgulho ultimamente.
Eu nasci em uma geração onde os jovens acham que pra ser rebelde você precisa usar roupas estranhas, beber até cair e dar uma de "foda-se a sociedade". Eu tenho só 19 anos, e minhas bandas favoritas são de 1980 pra baixo, porque quando eu ligo o rádio, eu ouço esses jovens idiotas, cheios de nada, cantando futilidade sem o mínimo de noção do que é a vida. Tudo bem, eu não vou dar uma de maduro, pois como eu disse, tenho só 19, e também não vivi muita coisa. Mas todos nós temos de concordar que o rock deixou de ser sinônimo de liberdade pra virar uma fábrica de clones. A única coisa que importa não é se você canta bem, ou se sua música é boa, é se a sua imagem vai fazer as crianças de 14 anos comprarem seus CDs. Música não é mais arte, é dinheiro. E a culpa é da indústria musical? Não. A culpa é dos jovens que só ligam a maldita TV pra assistir realitys shows, ver a MTV, e ficar cantando canções de amor adolescente. Eu vejo toda nossa juventude mergulhando em um mar colorido de futilidade, sem notar, ou melhor, fingindo não notar, o quanto nosso país está dividido. A mesma TV que eu citei anteriormente, também mostra a corrupção do nosso governo, a miséria do nosso povo, a dor e a solidão dos que são renegados pela sociedade. Então porque as bandas atuais não cantam sobre isso? Porque elas tem medo ou porque não se importam? E se elas não se importam, porque ninguém para de ouvir? Porque os jovens também não se importam.
Sabe o que mais me deixa enojado? Eu vejo milhares de pessoas indo aos shows desses inúteis, mas não vejo ninguém indo às ruas lutar pelo que realmente é importante. Eu aposto que muitos dos que estão lendo este texto, devem estar ansiosos pela Copa do Mundo em 2014, mas não notaram o quanto foi fácil arranjar bilhões de reais pra construir estádios de futebol, quando é tão difícil arranjar dinheiro para melhorar os hospitais públicos. Claro, porque futebol é muito importante na nossa vida, ele é a segunda coisa que melhor representa o Brasil, ficando atrás apenas das belas prostitutas menores de idade.
Na época da ditadura militar no Brasil, os artistas sofriam com a censura, e se caso não seguissem as regras impostas pelo governo, eram torturados e até mortos. Mas eles se intimidaram? Deixaram de lutar? E o mais importante, porque os militares se importavam tanto em ficar de olho neles? Era porque eles sabiam o poder que a arte, e principalmente a música, tem sobre nós. Eles sabiam que uma canção que falasse de liberdade poderia ser o inicio de uma rebelião contra o governo. Então, caro leitor, à você que chegou até o final deste texto, à você que realmente tirou algo de valor destas palavras, eu peço: Resista! Não seja domado, não deixe que lhe digam o que fazer, o que vestir, ou o que pensar. Não dê falsos sorrisos, não venda sua alma por 10 reais de propina, não seja mais um hipócrita. Durma com quem você quiser dormir, ore ao deus que você acredita, diga a verdade pra quem tiver que ouvir. Nós somos filhos do país mais lindo do mundo, então dê orgulho à nossa pátria-mãe e seja um homem de valor, pra que a próxima geração que vier, não cometa os mesmos erros que nós.
Digg it StumbleUpon del.icio.us

47 comentários:

Dii disse...

PQP! Meus parabéns cara,muito bom,eu poderia ate te pedir em casamento depois disso ..

Alex disse...

Pow falow e disse!!!
"Até bem pouco tempo atras poderiamos mudar o mundo, quem roubou nossa coragem?!"

Toad Red disse...

Cara eu tenho 14 anos e para eu encontrar pessoas que pensam igual a mim e igual a você tenho que ir em bar de roqueiros, pq os jovens da minha idade pensam assim, ou melhor, pensam igual a Tv, velho vc falo tudo. Os roqueiros da minha idade escutam Avenged Sevenfold e bandas de rock do século 21, acho que nem no meu top500 tem uma banda do século 21 dentro, eu também só escuto música de Elvis, Chuck Berry, para cima, pq o rock de hj, não da para levar a sério, não tem rebeldia, não tem anarquia, não tem um motivo pelo que viver, fora que tudo é rock agora, mais paciência cara, pessoas como eu, vc e alguns dos comentários são os que vão revolucionar a porra toda! (acessa meu blog) www.cogumeloworld.blogspot.com

Victor disse...

Também tenho 14 anos e quando vejo esse tipo de coisa penso que o futuro ainda tem esperança pois imagino: eu nao sou o unico que pensa dessa maneira, e isso vai fazer a diferença tenho certeza sou amante de blues e rock não suporto essa musica comercial atual

Gabriel Lima disse...

Cara... só tenho que parabenizar ... infelizmente é de carater da sociedade atual que usufrui da internet nem se quer ao menos ler um texto por completo. EU TENHO 17 ANOS, e por mais que idade grite para minha imagem a palavra imaturo, sei bem o que você quis falar. Não somos mais seres-humanos em evolução, poucos hoje evoluem com o tempo... poucos procuram saber porque pelo menos existe. O prazer motivo hoje a sociedade suicida... o prazer viciou aqueles que deveriam lutar contra ela. E não é perca de tempo fazer textos como esse na internet. Mais saiba, se for procurar alção de leitores, não verás, porque o exemplo não ta muito longe. Quem hoje le um texto até o seu final em um blogger da internet ? Preferem imagens ou/e memes que fazem os sorrir, mais também os empata na mais pura permanência evolutiva. O sacrifício e felicidade verdadeira envolve o bem e o certo. O rock REVOLUCIONÁRIO é ambos, o que caracteriza como certo. FIM.

cara do churros disse...

O mundo sempre foi desleixado com os direitos de cada cidadão de cada país do mundo tanto que já foi pior do que agora, vc mencionou ditadura, hj a nossa juventude teve isso?não, eles não viveram na ditadura pra saber o perrengue daquela época, as musicas de antes serviam pra levantar o moral de quem tava com a cara esfolada no asfalto pelo escudo das tropas de choque, e se tem gente nem ai pra essas musicas hj em dia é por que elas não são mais donas de si própria.

eu também só escuto musicas dos anos 80 pra traz sou fan de LEGIÃO URBANA e suas letras me servem de motivação para encarar uma sociedade tão imbecil que nem essa

PS: li seu comentário ouvindo "perfeição" do legião urbana, recarregou minhas baterias ^^

meu nome é Estevan tenho 18 anos

Musicas disse...

AApesar de não concordar contigo em alguns pontos... acho que a tua opinião em geral está certa. Bom texto!

Tonny do Chinelo disse...

Leio, leio, leio...

Pra eu comentar um post é duro, viu mano? E você conseguiu isso. Parabéns pelo texto, muito bom mesmo. Isso tudo não é nada mais do que a "fissura" por estar na "moda" o mais rápido possível, mas o que faz isso com nossos jovens é a mídia, maldita mídia FDP.

Falta muita coisa nesse seu texto, nesse país (e em outros também) quanto mais fútil é o assunto mais importância eles dão, deve ser porque assuntos fúteis são mais fáceis de resolver, e mais fácil de tirar uma graninha na meia.

Mais uma vez parabéns pelo texto.

Abraço!

felipe disse...

PUTA Q PARIO vc falou tudo cara! ótimo texto, parabens

Pietro disse...

Texto excelente. Me identifiquei com cada palavra. Meus sinceros parabéns, também tenho 19 anos e consigo perceber o declínio silencioso do senso crítico que se propaga.

Rafael Ferreira disse...

Hoje, no alto de meus 28, só tenho uma coisa para dizer... você soube decifrar a frustração de quem teve oportunidade de crescer com sons bacanas e ver que esses sons foram substituídos por marcas e processos. Parabéns pelo olhar crítico.

Shisuii disse...

Eu também discordo de alguns pontos, porque o que temos hoje sempre existiu na música, no rock e no comportamento humano. Mas o olhar crítico de sua escrita valeu a pena. =D

Karen disse...

Nohhh moço!!! Super cabeça vc!! Pessoas precisam ouvir pessoas como vc!! Cara... vc precisa espalhar isso por aí! Quem entrou nesse blog é quem já está indignado com toda essa merda!! Eu inclusive nao nasci quando minha banda favorita QUEEN estava no auge, mas eu assisti a morte do Freddie. Posso dizer que assistindo a morte do Freddie e depois a morte do Renato Russo, assisti ao vivo a morte do Rock.

Pena... mas temos esperança de que podemos ressucita-lo.. pq nao?
Na minha cidade tem uma banda ótima (nao muito conhecida, pra variar) chamada Killer Klowns. Tem uma outra bainana muito boa chamada Vivendo do Ócio. Temos uma chance no rock, procure saber.
Mas nao adianta nada essas bandas boas se os donos do capitalismo declararam que os cds deles nao vendem. Pena. Continuremos sendo poucos que temos chance de conhecer esses caras!!

Diogo da Silva Ferreira disse...

Boas escrevo de Guimarães-Portugal.

Muitos parabéns, o seu texto está fantástico, se eu visse um texto deste tamanho noutro blog era capaz de ler a primeira parte e fechar. Mas você soube "agarrar" o leitor.

Eu tenho 14 anos e as minhas bandas favoritas são AC/DC, Louis Armstrong, Bon Jovi e adoro a música "Cats In The Cradle".

"Música não é mais arte, é dinheiro"
Esta frase sua diz tudo sobre o que o mundo é hoje.

Nem que você receba comentários negativos em algum assunto não deixe de escrever. Este texto devia ser divulgado.
Muitos parabéns, mesmo.


http://desquerdo.blogspot.com

victor reis disse...

na boa irmão você disse tudo, estão matando o rock quase não existe mais banda boas no cenário nacional, é de chorar de tristeza e raiva de ver esse bando de crianças choronas e com a mente totalmente manipulada pela mídia,se continuar assim o futuro vai ser sombrio no rock nacional,Foda-se restart e essas merdas, viva ao raimundos na época do rodolfo! quem é do tempo sabe noque eu estou falando, se o rodolfo voltasse e que era bom

Vanessão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel disse...

Discordo totalmente.
Peguem as letras do Motorhead, Black Sabbath, AC/DC ... falam de diversos temas, só uma pequena minoria fala de problemas sociais (quase nada).

Música é música, política e problemas sociais são coisas totalmente diferentes.
Algumas bandas antigas usaram estes temas em suas canções como "gancho" ... porque eram épocas onde ocorriam muitas revoluções por todo o mundo ... gosto de rock'n roll simplesmente porque É BOM, e as bandas de hoje em dia não prestam porque não são originais, seguem a modinha para conseguir vender mais cópias.

Temos que AMADURECER e parar de confundir as coisas, um bando de adolescentes criticando o sistema através de musicas não vai MUDAR PORRA NENHUMA ... caiam na real.

Percebam que muitas bandas nacionais (Legião por ex.) usaram a crítica ao sistema como trampolim para fazer sucesso, porque na época era o que dava audiência ... essas mesmas bandas eram formadas por PLAYBOYS criados na base de leite com pera que viviam com a cara cheia de whisky 18 anos e cocaina.

Rafael Souza disse...

Vc tá de parabéns velho... Quem dera todos os jovens pensassem assim...

http://www.blografaelsouza.blogspot.com

Guilherme Garrigó disse...

Meus Parábens Cara ! parece que a poesia Acabou, a sociedade Hipocrita, que insiste em jugar tudo o que é diferente sem conhecer, hoje a midia faiz as pessoas escutarem o que elas querem e ninguen consegue ver isso! "as pessoas de hoje estão ouvindo Musica e não sentindo Musica " ninguem canta por amor e sim por dinheiro ! Mais quem sabe "quem vai mudar o mundo , com seus Muinhos de vento "
Abrass

naej1018 disse...

Concordo em parte com o texto acima.. Tenho 16 anos, não curto mesmo Rock 1990-, porém escuto bandas cujas letras me inspiram, bandas as quais não vale a pena citar afim de evitar discussões supérfluas.. Mas acima de tudo eu ouço o que acho bom, independente do que pensam sobre elas.. A liberdade é algo psicológico, é algo que não se muda apenas escutando músicas que sugerem algum tipo de pensamento crítico.. Os tempos mudaram, as pretensões mudaram, mas os princípios são os mesmos.. Pense nisso.

HiuLy S.A disse...

Parabéms pelo blog e pela percepção. Apesar dos meus 18 anos de vivencia já presenciei muita coisa. Já escutei musicas atuais e antigos clássicos. Nem tudo que é atual é ruim assim com nem tudo que é antigo é bom. É fato que há alienação da juventude, de forma excessiva atualmente, mas sempre houve!
De qualquer forma, parabéns. É assim que se muda o mundo, mostrando o que está errado e demonstrando vontade de mudar!

cyro disse...

belo poste parabens e concordo vivemos em uma geração que perdeu seu sentido e causa por que lutar eu me sinto meio chateado em ver que o rock do meu pais simbolo de orgulho e luta a anos atraz morreu mas tamben não vou ser hipocrita e dizer que não gosto do rock atual tem bandas muitos boas sim infelizmente nenhuma nacional e repito a frase do rafael Quem dera todos os jovens pensassem assim...

Danieli Kolinsk disse...

Nossa, também tenho 19 anos e tenho exatamente a mesma opinião! Parabéns pelo post!

Nívia Lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nívia Lima disse...

Parabéns! Bom, Finalmente encontrei um Blog e leitores descentes, parece até que foi eu quem escreveu tudo isso... Ah, adoro o Johnny Cash e essa foto também. Tenho 15. Vou filosofar na alma, com licença.

Johnny disse...

E aí, tenho 23 anos e um "paladar" semelhante ao seu quanto a música, gostei do seu texto, inclusive achei excelente para alguém da sua idade, me faz ter esperanças e que ainda temos a chance de retomar as rédeas, o rock nacional e internacional vêem perdendo o valor artístico e ganhando o comercial, e somente jovens como vc e ainda mais novos que vc têem a chance de mudar isso, led zepplin, AC/DC, Judas, Iron, Jimi entre tantos outros começaram cedo a trajetória, cabe a vcs retomerem o rumo certo do rock'n roll mundial e salve os grandes do passado pq hoje em dia só nos resta lamentar com a invasão MTV que nos cerca...

Nina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nina disse...

Pô, meu parabéns cara. Muito bom o texto. Concordo em gênero, número e grau. Sou um pouco mais nova que vc, tenho 17, e graças a Deus tenho alguma pessoas que pensam igual a nós à minha volta.

E, sinceramente, eu nem tenho raiva dessa maioria sub-15 que idolatra Restart, Cine e etc. Eu tenho pena, pena porque essa geração é privada de conhecer um Cazuza, um Renato Russo, ou até um Nirvana da vida, o que chega pra eles, é o que vende, ou o que as gravadoras querem vender, ou ainda o que os pais possam julgar "politicamente correto", e é o que eles aprendem a querer e a gostar, com raras e bem-vindas excessões.
Resta a nós, então, manter viva a história de lendas do rock, nacionais e internacionais, e torcer pra que um dia, essa geração "colorida" possa mudar seu conceito de rock.

Um abraço.

Diego disse...

O Daniel lá em cima disse tudo. Música é entretenimento. Não muda nada. Não é uma letra de rock que vai levar a juventude a fazer alguma coisa. É um conjunto de fatores.

A indústria da música SEMPRE esteve lá. As coisas mudam, as "desculpas" mudam mas quem curtia Beatles também seguia a "modinha" do momento. É uma geração atrás da outra. O mundo mudou e você estagnou, e tenta achar o que tinha de bom lá atrás que hoje não tem mais. Mas se parar um pouco pra pensar, é tudo mais do mesmo.

Quotando o Daniel: "Percebam que muitas bandas nacionais (Legião por ex.) usaram a crítica ao sistema como trampolim para fazer sucesso, porque na época era o que dava audiência ... essas mesmas bandas eram formadas por PLAYBOYS criados na base de leite com pera que viviam com a cara cheia de whisky 18 anos e cocaina."

Gado jovem é sempre o melhor.

Rafael Mery disse...

Fiquei adimirado com o seu texto, eu tenho 23 anos e ainda assim me identifico com você, não é pela idade, mas eu também sempre avaliei e quase sempre rejeitei o que a tv e a rádio jogam na sua frente e dizem: "isso é bom, compre!". Quem se identificou com o seu texto, são pessoas de opnião própria e se importam muito mais em ser elas mesmas do que estar na moda. Parabéns!

Daniel Ferreira Lemos disse...

É muito bom ver jovens com esse pensamento. (tenho 26 e tou parecendo velho falando isso! XD)

Mas que é fato é. Não temso mais nenhuma banda nova realmente representativa do que é o Rock, virou tudo um grande apego a imagem e futilidades.

Obviamente que todos podem ter essa época, afinal, amadurecer é com o tempo e não duma hora pra outra, mas o culto ao ridículo se instalou no mundo e parece que não será tão rapido que acabe.

Hora de quem pensa diferente agir, hora dos agentes da mudança fazerem algo. gogogo rapaziada!

victor reis disse...

Eu discordo com você Daniel rock não é apenas musica, é muito mais que isso é quase uma filosofia de vida das pessoas que estão fartas das injustiças e de ver esse mundo como esta tudo errado e piorando, é uma forma de expressar e descarregar um pouco essa vontade de mudar as coisas e acreditar que a vida é muito mais que ,crescer e passar por cima de tudo por dinheiro , seguir as regras e ser mandado pela mídia e pelas pessoas que tentam manipular nossas mentes ,e tentam dizer oque temos que fazer, rock é liberdade

Belatrix disse...

Parabéns pelo seu texto, afinal eu também admiro o rock n'roll não apenas como mero entretenimento, mas como um estilo de vida. Sendo assim, fico muito chateada quando vejo a juventude perdida em solos de guitarra coloridos e vazios.

Fofoca Fôfa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jean M. disse...

Porra, eu fico feliz pra caralho lendo todos esses comentários, vendo que existem pessoas iguais a mim nesse mundo de merda. Vlw mesmo gente!
E em relação a alguns comentários, como o do @Daniel, eu tenho a seguinte opinião: Música serve pra expressarmos nossos sentimentos, bons e ruins, mas atualmente eu vejo as pessoas apenas rindo, sem se preocupar com nada, vejo as bandas mais amadas do Brasil sem o menor pingo de consciência, falando apenas sobre o que não é importante. A gente tem sim, que curtir um som na boa, só pra relaxar, mas nós também temos que ter o bom senso de saber quando falar sério, e infelizmente as pessoas não têm parado pra pensar nisso.
Bom, eu ainda tenho esperanças, principalmente depois de ver esses muleques de 14 anos comentando aqui no blog, deu orgulho de ver!! Então a parada é não se acomodar, é não se deixar levar pela modinha, e ter paciência, porque não vai ser de um dia pro outro que tudo vai mudar. Vlw galera, abração!!!

Julio disse...

genial vc disse tudo oque precisam ouvir, acho ridículo essa modinha ser maior doque o lobão ratos de porão garotos podres, é absurdo ver o povo chingar no twitter ou ficar bravinho com qualquer coisa e ver que na ásia o pau come é nego com sangue no zoio, oque deveria ser feito aqui, gente de opnião gente querendo o mehor, e não a moda da vez o fiuk do ano, pra ser sempre o axé blond do passado

Lucas disse...

É raro, mas o ocioso ainda indica coisas q preste.

Esse texto(muito bom por sinal) consegue unir duas verdades: o descaso com a Música e a indiferença aos problemas da nossa pátria mãe.
Putz, você refletiu boa parte do q eu penso, apesar de não ser rockeiro nem curti solos de guitarra, as músicas atualmente(não só o rock) estão sem alma, sem atitude, sem arte, é apenas mais uma maneira de reforçar o domínio do capitalismo e claro, ganhar dinheiro.
Já o nosso país nem se fala... corrupção, mortes pelo tráfico e pela falta de hospitais, crianças sem escola... e a juventude(eu incluído) não parece ver esses problemas, que é um grande motivo para deixar a preguiça de lado e MOVER-SE
Tenho 17 anos e não é fácil achar alguem da minha idade sem ser alienado...

Parabéns pelo texto e pela mentalidade, assim como de várias pessoas que comentaram.

Bento Santiago disse...

Não seja tão cético, rapaz. Tenho quarenta anos e posso te afirmar que bandas coloridas sempre existiram, mas continuamos todos vivos. O futebol é mesmo, parte da alma brasileira, quanto a prostitutas menores de idade, não conheço nenhuma,tu conheces?
Não atribuas todas as desgraças do país ao governo, cada indivíduo é responsável pelo próprio crescimento.
Por fim, não penses que o Brasil se resume às cidades sempre exibidas na mídia.No Brasil, há lugares de fazer inveja a qualquer país de primeiro mundo, mas infelizmente, somos viciados em desgraças.
Forte abraço!

vida secreta disse...

eu conheço uma banda em especial, que faz musicas com fundo de denuncia social, gostaria de indicar a quem tiver paciencia de conhecer, pois ela ainda não é conhecida por não ser modinha... Repossíveis ... quem poder dar uma olhadinha , indico.

iael D. disse...

Cara... Você merece muito mais do que alguns comentários.
Você conseguiu colocar em palavras tudo o que eu penso, mas não conseguia explicar.
O que mais falta hoje em dia, não é originalidade somente em bandas de rock. É originalidade em toda a sociedade, em programas de TV, em propagandas, em produtos, em arte, em tudo...
Estamos vivendo numa sociedade em que a moda é copiar tudo.

Giannini Rêgo disse...

pensei que estava-mos perdidos, mas vejo que a juventude ainda tem jeito, somos poucos isso é fato, mas somos fortes, to com vc cara parabens...

Bruna Samara disse...

Falou e disse cara, assino em baixo. Pena que é raro encontrar pessoas que pensem assim.

Tá de parabéns boy.

diogo fernando disse...

vc tem razão em vários aspectos, mas não c pode generalizar,. Existem bandas atuais que passam mensagens de conscientização, críticas governamentais e que tem um som ótimo pra quem curte. Só pra citar algums exemplos, tem o heavem shall burn que é bem critico bem agitado, e o as i lay dying, que mesmo sendo uma banda cristã, não deixa de fazer o seu papel de conscientizar não ficando só na religião, e pra quem curte matalcore é uma das melhores bandas na minha opinião. Agora esses garotinhos "que mais parecem garotinhas", e ficam ouvindo qualquer merda só porque ta na mídia esses sim são uma vergonha pra toda nossa sociedade, c tu ñ ta feliz com o governo, com as religiões, com sua vida, critique, mude a tua forma de viver, e ñ c esconda atraz de falsos romances escritos por adolescentes riquinhos e que ñ tem do reclamar.

CriminalMind disse...

Gostei muito do Post, meus parabéns!!! Pense apenas que nem tudo são flores, as bandas de rock antigas tbm eram modinha... todo mundo adorava, realmente tinham muito playboys viciados em álcool e drogas, a indústria musical tbm tava lá comendo o cérebro e o dinheiro de todo mundo... Mas o verdadeiro rock apesar de tudo tava lá, eles faziam a juventude revolucionar, eles incentivavam os jovens a se manifestarem, se unirem e partirem pra luta!!! O que tem hoje é apenas um tipo diferente de música que se intitula rock mas não é, e nem vai ser... Apesar de ter sido modinha no passado as bandas de rock antigas revolucionavam e faziam a gnt pensar pelo menos!!! Continue fugindo dessa música de merda que eles chamam de rock atualmente!!! Rock de verdade tá raro ultimamente... Parabéns...

José Shirley disse...

Parabéns mano! Sensacional e verdadeira essa sua visão dos jóvens de hoje! Infelizmente vivemos nessa realidade e os bons e velhos tempos ficaram pra trás e vão deixar saudades (ja estão deixando)!

Ser Sincero disse...

Cara, meus parabéns pelo post.
Fique sabendo que tu é assim como tantos, um "lapidado pela arte", e o que pensas ou como pensas é compartilhado entres todos aqueles que buscam a arte na música, e o reconhecimento da mesma.

Tu é a prova que a música boa, nos lapida, nos desenvolve, nos faz crescer, críticos, sedentos por justiça e de luta pelos ideais abandonados e cada vez mais mascarados pela mídia...

Já que citou vou completar...

O nome do estúdio do Rick Bonadio é "Midas"

Música = Comércio.

Para encerrar gostaria de lhe parabenizar pelo blog e deixar uma frase, que faço minha do genial Fernando Anitelli:

"Eu faço música, não comércio"

Um abraço e continue assim, semeando a justiça entre os que a buscam...

Auron disse...

Diferentemente dos jovens dessa atualidade hoje eu com os meus vinte e oito anos, vi tambem geraçoes crescerem alienadas e se tornarem completos futeis idiotas que vivem apenas de aparencia. Querem so aparecer. No tempo da ditadura militar, minha unica discordancia seria ao fato das pessoas nao pensarem livremente, como a propria infeliz da globo fez. Ela os manipulou naquela epoca tambem, a ponto de fazerem as pessoas clamarem uma liberdade, onde so trocou-se a escravidao. Os militares queriam que todos pensasem por si sos, infelizmente por nao serem todos tao inteligentes, mal fizeram como expressar isso e, pra piorar, o medo deles era se instaurar a total cleptocracia que vivemos hoje.

De resto vc tem razao. Meus parabens, vc nao esta so. Não mesmo é algo que preste vir um guri de catorze anos falar de bar. Insensatez demais. vc com dezenove é mais roqueiro que muito mala mais velho que eu, que se paga de lenda de história ou celebridade do rock.
Cuzões temos aos montes por aí e, infelizmente, no rock não temos esta exceção. Porém temos pessoas boas também, e eu acabei de ler o texto, mais pé no chão de todos os tempos de coisas que eu poderia ler sobre o rock, vindo de um cara com apenas dezenove, um roqueiro de verdade.

Postar um comentário

 
Copyright 2010 Nerd Enterprise
▲ Topo